“Química Divertida – Um Mundo de Cores”

A escola participou na edição de 2021 de “A Química é Divertida – Um Mundo de Cores”, que decorreu quinta e sexta-feira, dias 25 e 26 de novembro, nas instalações do Departamento de Química e do Centro de Química da Madeira (CQM), Universidade da Madeira, no Campus da Penteada. O evento, que vai já na vigésima sexta edição, incluiu experiências e demonstrações nos laboratórios do CQM, com o objetivo geral de divulgar e promover a cultura científica nas áreas da Química e da Bioquímica e, em particular, de fomentar o interesse dos jovens pelo seu estudo, especialmente os alunos de 7ºano envolvidos. É, de facto, conhecido o decréscimo de vocações nas áreas científicas, situação relativamente à qual a Química e a Região Autónoma da Madeira não são alheias. Esta ação do CQM, inseriu-se no âmbito da Semana da Ciência e da Tecnologia, coordenada pela Agência Ciência Viva, celebrada em todo o território nacional, entre os dias 24 e 30 de novembro, tendo em vista proporcionar ao público oportunidades de observação científica e de contacto pessoal com especialistas de diferentes áreas do conhecimento. Anualmente recebem visitas organizadas pelas escolas que envolvam alunos de todos os anos de escolaridade, no entanto, considerando os constrangimentos atuais, provocados pela pandemia de coronavírus, e por uma questão de segurança de todos os intervenientes, a edição de 2021 não foi realizada nos moldes habituais, estando limitada a grupos escolares do 3º ciclo e secundário.

O “Dia Nacional da Cultura Científica” foi instituído para comemorar o aniversário do nascimento de Rómulo de Carvalho, notável professor de Física e Química, e divulgar o seu trabalho na promoção da cultura científica e no ensino da ciência. Assinalou-se a 24 de Novembro o Dia Nacional da Cultura Científica, em homenagem a Rómulo de Carvalho: professor, metodólogo, investigador, e autor de manuais escolares, de livros de divulgação científica e de poesia, estes últimos sob o pseudónimo de António Gedeão. A poesia de Gedeão marque profundamente toda uma geração que se sentia profundamente tocada pelos valores expressos pelo poeta e deste modo se atrevia a acreditar que, através do sonho, era possível encontrar o caminho para a liberdade. É deste modo que “Pedra Filosofal”, musicada por Manuel Freire, se torna num hino à liberdade e ao sonho. Na data do seu nonagésimo aniversário, António Gedeão foi alvo de uma homenagem nacional, tendo sido condecorado com a Grã-Cruz da Ordem de Santiago de Espada.

Veja os vídeos da atividade:


Partilhar no seu Facebook

Deixe um comentário

X
X